Geralmente é feito uma confusão sobre o que é e para que serve a LM-80, TM-21, LM-79 e L80.

Em função da Tecnologia LED ganhar cada vez mais espaço no mercado nacional, estas siglas têm sido utilizadas por fabricantes e distribuidores de lâmpadas e luminárias LED para demonstrar a qualidade dos seus produtos.

Porém estas siglas não servem para garantir que determinada lâmpada/luminária LED seja boa ou ruim.

Vamos entender por que.

LM-80

A LM-80-08 é um procedimento de teste para LEDs e módulos de LEDs e não considera componentes ópticos, térmicos e controladores.

Com a LM-80 há uma padronização dos testes entre todos os fabricantes, permitindo assim uma comparação entre os LEDs e módulos LEDs disponíveis no mercado.

A LM-80 visa a obtenção de informações sobre manutenção de fluxo luminoso e alteração da cromaticidade com o tempo através de medições em pelo menos 6000 horas de vida, em intervalos de 1000 horas.

Com o resultado da LM-80 pode-se verificar se a depreciação do LED em conjunto com a temperatura em que este LED estará operando dentro de uma lâmpada ou luminária será adequada ou não para a vida útil desejada.

 

TM-21-11

Com os resultados da LM-80, utilizasse a TM-21, que é um procedimento de teste e Extrapolação da depreciação do Fluxo Luminoso para definir a vida útil das lâmpadas / luminárias LED.

Em resumo, é um cálculo de aceleração da depreciação do fluxo luminoso, permitindo assim calcular qual será a vida útil da lâmpada / luminária LED.

 

L80

Com os resultados de vida útil obtidos nos cálculos da TM-21, utiliza-se a siga L + o percentual do fluxo luminosos que a luminária terá ao final da vida útil.

Exemplo 1: Se a vida útil determinada no cálculo da TM-21 é de 60.000 horas, e neste período reduzirá 30% do fluxo luminoso inicial, ou seja, permanecerá com 70% do fluxo luminoso inicial, a vida útil pode ser demonstrada como 60.000 horas a L70.

Exemplo 2: Se a vida útil determinada no cálculo da TM-21 é de 60.000 horas, e neste período reduzirá 20% do fluxo luminoso inicial, ou seja, permanecerá com 80% do fluxo luminoso inicial, a vida útil pode ser demonstrada como 60.000 horas a L80.

Exemplo 3: Se a vida útil determinada no cálculo da TM-21 é de 60.000 horas, e neste período reduzirá 10% do fluxo luminoso inicial, ou seja, permanecerá com 90% do fluxo luminoso inicial, a vida útil pode ser demonstrada como 60.000 horas a L90.

Além da avaliação do tempo da vida útil, é muito importante identificar qual é a depreciação do fluxo luminoso da lâmpada / luminária LED durante a vida útil.

 

LM-79

A LM-79 é um procedimento de testes para determinar as características elétricas e fotométricas de uma lâmpada / luminária LED.

Este ensaio é realizado com a lâmpada / luminária LED em funcionamento.

A LM-79 apresenta resultados importantes do desempenho da luminária, tais como:

·  Fluxo Luminoso (lm)

·  Eficácia Luminosa (lm/W)

·  Intensidade Luminosa (cd)

·  Temperatura de Cor Correlata

·  Índice de Reprodução de Cor

·  Curva de Distribuição de Intensidade Luminosa

·  Potência

·  Corrente

·  Frequência

·  Fator de Potência

Como visto, a LM-80, TM-21 e LM-79 não possuem informações que garantam que a lâmpada/luminária LED ensaiada seja boa ou ruim, pois são apenas metodologias de testes.

O que deve ser feito é a correta interpretação das informações apresentadas para que possa ser realizada comparações objetivas entre lâmpadas / luminárias LED disponíveis no mercado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *